Adão, o político

 

Paulo Zifum

O primeiro político da Bíblia foi Adão, escolhido por Deus para administrar a riqueza do Éden para o bem estar de Eva e seus descendentes. Uma das primeiras atribuições de Adão em seu mandato era manter a lei e a ordem: “do fruto da árvore que está no meio do jardim não comerás”. Bem, a história diz que um lobbista apareceu e convenceu metade do parlamento para criar uma nova lei, um novo partido. Eva foi convencida, votou a favor do projeto. Adão, pressionado, seduzido, encantado com a proposta, aceitou e assinou. Romperam com a base divina na tentativa de um governo  independente. Mas, logo descobriram que era tudo mentira do lobbista, que queria apenas desgraçar o mercado para poder lucrar com o caos (é como provocar a guerra para vender armas).

E foi assim que nossa jornada política começou. Logo depois que Adão e Eva embarcaram na nova legenda, o PSD (Partido Seremos Deuses), se desentenderam e Adão acusou Eva de traição. Adão negou qualquer culpa, mas foi indiciado por crime de responsabilidade e expulso de seu alto cargo de mandatário do Éden.

Daí pra frente? Olha, a História conta que, nós, descendentes de Adão, fazemos política numa tradição que passa de pai pra filho. Recebemos uma lei que vem de fora (lex rex), mas não concordamos. Então, criamos uma nova regra segundo nossa vontade com o fim de justificar que, se comemos o fruto, é porque não é mais proibido (rex lex). Essa é a política humana: a preocupação com o poder é imensamente maior que a preocupação de cuidar do Éden. Resultado? Tornamo-nos base aliada do diabo, que nunca faz nada sozinho (o Holocausto foi uma parceria, uma coligação de partidos).

Depois de alterar as regras, os políticos começam a se desentender exatamente naquilo que concordavam. Abrem um novo partido (como fez Caim), e gastam mais tempo tentando derrubar os outros (como fez Saul) em vez de cuidar do Jardim do Senhor. Daí surge a guerra, que  é uma das manifestações mais dramáticas da política humana, onde se grita: O meu deus é mais forte que o seu! Seremos deuses! Nós reinaremos! Nós somos a solução!

A vida política é o caos cujos anais  históricos não deixam o argumento acima cair. Os homens fazem campanha contra Deus, conscientes ou não, e se alimentam da ideia subjacente de usurpar o trono divino. Nesse fascínio, esquecem do planeta e deixam de cultivar e guardar os rios e a Camada de Ozônio. Uma verdadeira loucura!

Se Adão da Eva aparecesse hoje como um candidato, seria eleito. Se Caim, seria eleito. E a multidão vota perfeito: Barrabás para prefeito! A maioria dos homens não querem a lei, querem ser a lei – razão pela qual votam de modo tão tendencioso.

E agora, depois do impeachment de Adão no Éden, vivemos a maldição de um pleito sem fim. Estamos sempre às vésperas de eleições para escolher se serviremos a Deus ou aos deuses da política adâmica. E parece sina: sempre escolhemos Adão.

Embora realista, essa é uma perspectiva negativa. Mas, é necessário, e responsável, terminar com a esperança: Um novo Adão nasceu conforme a profecia: “Haverá um justo que domine sobre os homens, que domine no temor de Deus. E será como a luz da manhã, quando sai o sol, da manhã sem nuvens, quando pelo seu resplendor e pela chuva a erva brota da terra.”2 Samuel 23:3,4. “Porque um menino nos nasceu, um filho nos foi dado, e o governo está sobre os seus ombros. E ele será chamado Maravilhoso, Conselheiro, Deus Poderoso, Pai Eterno, Príncipe da Paz. Ele estenderá o seu domínio, e haverá paz sem fim sobre o trono de Davi e sobre o seu reino, estabelecido e mantido com justiça e retidão, desde agora e para sempre.” Isaías 9:6,

É nesse político que devemos esperar!

 

Fonte: Paulozifum.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s