“Tratamento de luz”

 
Hoje recebi de um amigo um email com o seguinte teor:

Remeto-lhe um “anúncio” publicado hoje na revista do jornal do Correio da Manhã: “Tratamento de Luz”

Fiquei abismado com o teor do mesmo. Não indica que quem a está a divulgar é a… IURD.
Faz-me lembrar as sessões espíritas, macumbeiras e, pasme-se, um certo retorno a algumas práticas gnósticas. O despertar da Luz interior adjuvada por um mestre, o qual dará ao iniciado certas palavras-chave que lhe permitam livrar-se dos ‘eons’ diabólicos e perversos que aprisionam o seu espírito/alma com toda a sorte de males. A alma vai assim subindo de céu em céu (Paulo subiu até ao sétimo), até que consiga chegar ao Pleroma e unir-se à Luz indescritível que é o Inominável Deus e origem da luz que estava adormecida dentro de cada ser humano.
Até aqui foi um simples exercício de exegese, talvez com algumas inconsistências, mas nunca imaginei que a IURD fosse, de uma maneira tão descarada, publicar um anúncio deste tipo.
Clique em baixo para visualizar o “anúncio”.
Eu acrescentaria algo muito mais grave. É que a intenção do recurso canhestro ao gnosticismo, por parte deste grupo neopentencostal, nem sequer persegue o objectivo gnóstico, limitando-se a ser uma mera ferramenta utilizada no sentido ocultista, isto é, uma espécie de bruxaria, uma vez que se destina a combater “invejas, pragas e magia de qualquer tipo”. Ou seja, estamos perante uma dita igreja que se pretende afirmar não pela teologia ou doutrina cristã e bíblica, mas pelas forças do Oculto que diz combater…  
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s