“Jesus salva, mas não educa!”

Paulo Zifum

Não. Não foi de Nietzsche a nota que “Jesus salva, mas não educa”. Foi uma vovó que disse isso ao ser constrangida com os maus exemplos de cristãos da sua família. E essa frase é como remédio: em doses certas é medicinal. Podemos dizer que muitos convertidos ainda continuam rudes e com um temperamento bronco e nada cristão.

É feio um cristão sem a elegância do Sermão do Monte! Mas, se o Sermão do Monte é a referência da educação cristã, então, das duas uma: ou Jesus salva e não educa, ou pouca gente foi realmente salva.

Eu prefiro um pensamento moderado: Jesus salva, mas educa num processo lento. Algumas áreas ele demora um pouco para educar. Ele não ensina física quântica para a galera do primário. Ele segue com Jacó até completar as lições, que, às vezes, demora um pouco.

O incidente de Lucas 9:51-56 mostra que Tiago e João ainda não estavam educados quanto à graça de Deus. Queriam se vingar, revidar num comportamento nada educado comparado a mansidão do Senhor. Eles eram salvos, mas ainda não tão educados. Pedro também, depois do Pentecoste, já presidente da Igreja de Jerusalém, convertido e maduro, cometeu um deslize nada educado em Antioquia (Gl.2.11). Pois, é! Nem todo salvo é educado e alguns não salvos dão lições de educação até em crentes. Gamaliel é exemplo disso (At.5.34).

Concordo que, os salvos, enquanto sendo salvos, podem causar a Jesus constrangimentos com as reclamações do tipo “o Senhor não ensinou nada pra esse pessoal“? Claro que, o mau testemunho de falsos cristãos (pedra de tropeço) terá um julgamento final, porém, os cristãos em processo de educação terão salvo-conduto. O perdão dado aos salvos não é para continuarem mal-educados, mas para seguirem a metanóia até que sejam nobres, mansos e humildes. No meu caso, vai demorar um tempinho!

“Porque a graça de Deus se manifestou salvadora a todos os homens. Ela nos ensina a renunciar à impiedade e às paixões mundanas e a viver de maneira sensata, justa e piedosa nesta era presente, enquanto aguardamos a bendita esperança: a gloriosa manifestação de nosso grande Deus e Salvador, Jesus Cristo. Ele se entregou por nós a fim de nos remir de toda a maldade e purificar para si mesmo um povo particularmente seu, dedicado à prática de boas obras”. Tito 2.11-14

Fonte: Blogue Paulozifum.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s