No princípio, Deus

 

 

 

Constantino Ferreira 

Existe muita semelhança entre o princípio do livro de Géne­sis e o evangelho de João. Em Génesis lemos: “No princípio Deus criou…” e em João temos: “No princípio era o Logos…” Atentemos na semelhança da mensagem. No princípio Deus falou, e do nada tudo apareceu. No princípio tudo foi feito pelo Logos (a Palavra) e sem ele nada foi feito.

Em hebraico, no princí­pio é “tywarb” (barashith) a mesma que é usada em João na ver­são hebraica. Na primeira parte da palavra temos “arb” (bara) que sig­nifica criar do nada. Ora só Deus pode fazer isso, e somente é usada para exprimir a Sua acção cri­adora. Depois temos as duas primeiras letras hebraicas na mesma palavra “rb” (bar) que em ara­maico sig­nifica filho. Logo, o filho estava no princí­pio ao lado do Pai, rep­re­sen­tado por “a” (alef). Então, o Pai e o filho “arb” cri­aram os céus e a terra.

A seguir, no meio da palavra, temos “war” (rosh) que sig­nifica cabeça. E Jesus é apre­senta do no Novo Tes­ta­mento como cabeça do Corpo, a Sua Igreja. A ver­são hebraica usa “war” (rosh) tanto em Efé­sios 5:23 como em Colossenses 1:18. Jesus é o Chefe supremo, o Coman­dante Geral das forças celes­ti­ais e ter­restres para edi­ficar o Seu Reino eterno. A Ele é dev­ida toda a obe­diên­cia por todos os Seus súb­di­tos a fim de serem bem suce­di­dos nas suas real­iza­ções. Assim como no pas­sado obe­de­ce­ram a Josué, tam­bém na actu­al­i­dade deve­mos obe­de­cer ao nosso Comandante.

A última partícula da palavra é “tyw” (shith) que pode sig­nificar deter­mi­nar, impor, apoiar, entre out­ros. Quando Jesus deter­mina, marca lim­ites aos seus sol­da­dos, e estes submetem-se às ordens com a promessa do Seu apoio con­stante para o cumpri­mento da tarefa requerida. Aten­te­mos na tradução lit­eral a seguir: “Por­tanto indo, dis­cip­u­lai todas as nações, baptizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho man­dado; e eis que eu estou con­vosco todos os dias, até à con­sumação dos sécu­los, amém.” Mt 28:20

Mas há mais. Na frase de Géne­sis 1:1 existe o artigo definido no plural e no sin­gu­lar “os, a” rep­re­sen­ta­dos em hebraico pelas letras “at” (alef tav) na ordem inversa (ta) como é escrito nessa lín­gua, da dire­ita para a esquerda. Essas letras são a primeira e a última do alfa­beto hebraico, e rep­re­sen­tam a total­i­dade. Assim disse Deus, e ficou escrito em Is. 44:6: “Eu sou o primeiro, e eu sou o último, e fora de mim não há Deus.” Essas letras são rep­re­sen­tadas em grego, usado no Novo Tes­ta­mento, por “AW” (Alfa Ómega) primeira e última letras do alfa­beto grego. Jesus identificou-se com o Pai ao usar a mesma expressão, escrita em Ap. 22:13: “Eu sou o Alfa e o Ómega, o princí­pio e o fim, o primeiro e o derradeiro.”

Pelo exposto conclui-se que Jesus é Deus incar­nado, à semel­hança do Homem, e não há outro a quem deva­mos obe­de­cer e recor­rer para ser­mos bem-sucedidos.

 

Fonte: Haja luz.

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s